Segunda Vaga

Três dias antes o Zepelim havia acostado ao céu da cidade. Era a segunda vaga. A primeira tinha acelerado o fim da pobre Geni. A sua irmã ainda não tinha perdoado a cidade, jamais perdoaria.